Home
 
 
 
 
 
 
 

28/07/19

                         Renova os Nossos Dias Como Dantes                        

Lm. 5.21

Int.: Temos em Jeremias a história de um jovem tímido e sensível, que foi chamado da obscuridade da sua cidade natal para assumir as pesadas responsabilidades de profeta. Ele veio da aldeia de Anatote, a uns cinco quilômetros de Jerusalém.

- Seu pai, Hilquias, era sacerdote.

- Deus tinha para ele algo melhor do que passar a vida como sacerdote a serviço do altar.

- O Senhor escolhera esse jovem para profeta, na hora mais difícil da vida do povo escolhido.

- Deus muitas vezes escolhe os elementos menos promissores para fazer seu trabalho.

- Deus escolheu o sensível e retraído Jeremias para o que parecia uma missão sem esperança.

Jr. 1.6,7: Então disse eu: Ah! Senhor Jeová! Eis que não sei falar; porque sou uma criança.

      Mas o Senhor me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, dirás.

- Esta é a missão do profeta: anunciar o que Deus diz.

- Jeremias recebeu a mensagem de Deus que o havia separado para essa obra, antes do seu nascimento.

Ef. 2.10: Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

- Deus tem um plano para a vida de cada um de nós.

- Jeremias profetizou durante o tempo em que Israel tinha sido levado ao cativeiro e Judá estava em plena decadência espiritual.

- Jeremias é chamado de o profeta das dores.

- Porque em seu ministério ele foi muito incompreendido, perseguido, surrado, passou por muitas vezes na prisão e no calabouço.

- Jeremias viveu a experiência de ser perseguido pelo seu próprio povo, parentes e amigos, por profetizar a indesejável verdade do cativeiro iminente.

- Tudo isso porque ele falava a mensagem de Deus.

- A profecia de Jeremias surge da agitação em Judá, antes do cativeiro, e durante o cativeiro.

- Jeremias está preocupado com a apostasia.

- Judá esquecera-se de Deus.

- E por meio de Jeremias Deus exorta o povo a voltar para Ele.

I- A Mensagem de Jeremias Em Lamentações.

      No livro de Lamentações Jeremias lamenta as humilhações de Jerusalém e de Judá por causa do pecado do povo.

- Jerusalém foi cercada pelos inimigos, e isso trouxe fome e ruína à cidade.

- Jeremias na sua tristeza convida o povo a reconhecer o seu pecado e a voltar para Deus, para obter misericórdia.

- Jeremias dizia que tinha esperança na misericórdia de Deus para com o povo.

Lm. 3.22: As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim.

V. 23: Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.

- Jeremias confiava que através das aflições o povo se arrependesse e se volta-se para Deus.

Lm. 3.29: Ponha a sua boca no pó; talvez assim haja esperança.

- Jeremias confiava que através da humilhação do povo perante Deus, haveria esperança.

Lm. 3.31: Porque o Senhor não rejeitará para sempre.

V. 32: Pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias.

- Tem o tempo que Deus recebe a pessoa e a perdoa.

- O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

Lm. 3.39: De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.

- O cativeiro tirou a alegria do povo e agora havia tristeza e choro.

- Mas Jeremias estava vivo, e continuava acreditando que Deus podia mudar o cativeiro.

- Ainda que você esteja em Babilônia creia: você está vivo.

- Deus pode mudar o seu cativeiro.

- Creia que Deus é poderoso para transformar o seu cativeiro.

- Deus é o Deus do impossível.

- O que o homem não pode fazer, Deus pode fazer.

Lc. 1.37: Porque para Deus nada é impossível.

- Deus pode fazer todas as coisas.

- Ainda que ninguém acreditasse Jeremias sabia: Se o Senhor nos converter, convertido nós seremos.

- E a conversão trás restauração.

II- A Interpretação do Texto.

V. 21: Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos; renova os nossos dias como dantes.

- O profeta Jeremias na sua oração pedia que Deus convertesse a toda à nação, incluindo ele.

- Jeremias via que a nação estava longe de Deus e que precisa se voltar para Deus.

- E Jeremias sabia que só Deus podia mudar esse quadro.

- Por isso ele pede: “Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos”.

- Jeremias sabia que a conversão parte de Deus e não do homem.

Jo. 16.8: E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo.

- É o Espírito de Deus que convence o homem que ele está no pecado e que precisa se converter.

- Neste versículo existe a parte de Deus e a parte do homem.

- Jeremias diz: “Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos”.

- Quer dizer: Deus tocando no coração do homem e o convencendo do seu pecado, o homem abre o coração e deixa Deus entrar e se converte.

Ap. 3.20: Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.

- O homem tem o livre arbítrio, o homem é quem decide se vai deixar Deus entrar no seu coração ou não.

- Jesus está batendo na porta do coração do homem através da Sua Palavra, se o homem abrir a porta do seu coração, Jesus vai entrar e fazer morada.

Is. 55.7: Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno, os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.

- Olha que importante o versículo diz: “Porque grandioso é em perdoar”.

- Deus tem o desejo de perdoar o homem, mas é preciso que o homem se arrependa do seu pecado e se volte para Deus.

I Tm. 2.4: Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.

- O amor de Deus para com a humanidade é muito grande.

- Deus não quer que ninguém se perca.

- Assim como Deus não queria que a nação de Israel perecesse.

V. 21: Renova os nossos dias como dantes.

- Na sua oração Jeremias pedia que Deus renovasse os dias da nação como no principio.

- Jeremias se lembrava como foi nos primeiros dias: Dias de fertilidade, dias de adoração a Deus, dias de bênçãos e de conquistas.

- O povo havia perdido o desejo de louvar a Deus.

V. 14: Os velhos já não têm assento na porta, os mancebos já não cantam.

V. 15: Cessou o gozo de nosso coração; converteu-se em lamentação a nossa dança.

V. 16: Caiu a coroa da nossa cabeça; ai de nós, porque pecamos.

V. 17: Por isso, desmaiou o nosso coração; por isso, se escureceram os nossos olhos.

- Jeremias orava para que Deus voltasse à nação ao primeiro amor.

- É Deus quem restaura o seu povo.

- A soberania de Deus não anula a responsabilidade humana.

- Sempre seremos responsáveis por nossos atos e sempre será Deus soberano sobre todas as coisas.

- O remédio para a restauração do povo está nas mãos de Deus.

- Quando Deus está no controle da nossa vida: Temos paz no coração, temos alegria de alma, temos comunhão com os irmãos, temos alegria em servir ao Senhor.

- Jeremias pedia: “Renova os nossos dias como dantes”.

- Jeremias tinha saudades de quando a nação buscava a Deus.

- Deus quer renovar a tua vida.

- Deus quer operar um renovo espiritual em sua vida.

Tg. 4.8: Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós.

- Deus quer operar na vida do seu povo.

- Mas para isso precisamos se achegar a Deus.

Conclusão: Deus quer renovar os seus dias como no principio.

- Deus quer que você volte ao primeiro amor.

- Não perca aquilo que você tem alcançado de Deus.

- O inimigo quer roubar a tua benção; pois ele veio para roubar, matar e destruir.

- Mas Jesus veio para que tenhas vida e tenha com abundância.

- Deus tem o poder de fazer que os seus dias sejam melhores do que no principio.

- O melhor de Deus ainda vai acontecer na sua vida.

 

 

 

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos