Home
 
 
 
 
 
 
 

22/12/2020 

                      A Fé Em Jesus e as Suas Consequências

I Jo. 5.1-5

Int.- Esta Primeira Epístola de João foi escrita já quando o Apóstolo João estava velho, no ano 90.d.C., ele escreve provavelmente em Éfeso.

      Esta Epístola João escreve para todos os cristãos, velhos e moços. João os chama de filhinhos. Deus está tratando com seus filhos nascidos de novo.

      João o discípulo amado, escreveu esta Epístola para que os que cressem em Cristo soubessem que têm a vida eterna.

V. 13: Estas coisas vos escrevi, para que saibais que tendes a vida eterna e para que creiais no nome do Filho de Deus.

      As palavras “saber” e “conhecer” aparecem mais de trinta vezes nesta Epístola.

      João escreveu essa Epístola por quatro razões:

1- Para que a alegria deles fosse completa.

2- Para que não pecassem.

3- Para que se acautelassem contra o erro.

4- Para que soubessem que tendes a vida eterna.

      João foi o discípulo a quem Jesus amava. Ficou junto a ele na cruz do calvário. Contemplou o túmulo vazio na manhã da ressurreição. Em Patmos foi arrebatado pelo Espírito e viu uma porta aberta para o céu.

      João apresenta-nos o testemunho desses fatos. Ele diz: Sabemos.

I Jo. 1.1: O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida.

      João dá-nos prova daquilo que conhece. Ele tinha ouvido e visto e apalpado com as mãos a Palavra da vida.

      Nesta Epístola João diz que não só devemos crer como cristãos, mas também agir como cristãos.

      As consequências da nossa fé em Jesus é o nosso agir, o nosso comportamento, o nosso testemunho, a mudança que ocorreu em nossa vida.

      Depois que aceitamos a Jesus como Salvador, nascemos de novo para Deus, nossa vida foi transformada.

      E Deus agora espera que andemos em novidade de vida.

Rm. 6.4: De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do pai, andemos nós também em novidade de vida.

I- A Fé e o Novo Nascimento.

- João está tratando aqui no texto da fé e o novo nascimento.

V. 1: Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus.

- Veja que João está dizendo: Que para nascer para Deus, precisa crer que Jesus é o Cristo.

- Não tem outro caminho, outro modo, outra pessoa para crermos para sermos salvos.

- Jesus Cristo é o único caminho para alcançarmos a salvação eterna.

V. 12: Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida.

- Aquele que nasce para Deus se torna em uma pessoa santa.

- O Evangelho de Cristo envolve imperativos morais; e o poder de cumprir os mesmos.

- Que leva o indivíduo a compartilhar da própria santidade de Deus.

- O crente passa a participar da natureza divina.

II Pe. 1.4: Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que, pela concupiscência, há no mundo.

- A santidade está inseparavelmente vinculada à filiação.

- Todo o crente que é nascido de Deus é santo.

I Jo. 3.9: Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.

- Quer dizer: Todo o crente que é nascido de Deus não vive na prática do pecado.

V. 1: Todo aquele que ama ao que o gerou, também ama ao que dele é nascido.

- Olha que versículo profundo este.

- Todo aquele que ama é nascido dele.

- João está dizendo aqui: Todo aquele que ama a Deus, também ama aqueles que Deus salvou.

Rm. 5.5: E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

- Quando aceitamos a Jesus como Salvador, o Espírito Santo derramou em nossos corações o amor de Deus.

- Amor para com Deus e amor para com o próximo.

II- O Apóstolo João Nos Dá os Imperativos Cristãos.

1- Primeiro Imperativo do Cristão é a Santidade.

- Quer dizer: A separação do mundanismo.

I Jo. 2.29: Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.

- O crente é um praticante da justiça.

- Quem vive em santidade pratica a justiça.

- Vivemos em um mundo que jaz no maligno, um mundo corrupto, um mundo pecador.

- Viver o cristianismo é viver separado do mundanismo.

Tg. 4.4: Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

- O crente que é amigo do mundo é inimigo de Deus.

- Amados o crente vive na contra mão do mundo.

- O mundo está indo para o inferno, e nós estamos indo para o céu.

V. 4: Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.

- A tua fé em Jesus Cristo te capacita a vencer o mundo.

- Quem crer em Deus genuinamente vence o mundo.

V. 5: Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

- Quer dizer: O salvo em Jesus Cristo vence o mundo, porque Jesus está morando em seu coração.

2- Segundo Imperativo do Cristão é o Amor Fraternal.

- Esse amor foi derramado em nosso coração pelo Espírito Santo.

- O amor é o cartão postal do Cristão.

- Sem amor nosso cristianismo está fadado ao fracasso.

V. 2: Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.

- O amor ao nosso irmão só é válido se amamos a Deus e praticamos a sua Palavra.

I Jo. 4.11: Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.

- Nós fomos amados primeiro por Deus.

- Por isso não podemos negar o amor ao nosso irmão.

- O amor de Deus em nosso coração é um diferencial no mundo.

- A Bíblia fala que o amor de Cristo nos constrange.

3- Terceiro Imperativo a Fé Genuína a Cristo.

- A nossa fé genuína a Cristo é um diferencial no mundo em que vivemos.

V. 1: Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus.

- Quer dizer: Precisa crer em Cristo como salvador pessoal.

- Quem crê e recebe Jesus como salvador nasce para Deus.

Hb. 11.1: Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem.

- Nós não vemos a Cristo, mas sabemos que Ele está em nosso coração.

- A fé é a estrutura básica para o crente servir a Deus.

Hb. 11.6: Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam.

- A nossa fé em Cristo vai nos sustentar nos momentos de lutas e batalhas.

V. 4: Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.

- A nossa fé em Cristo é uma arma para o crente vencer o mundo.

4- Quarto Imperativo a Obediência a Palavra de Deus.

- Muitos creem em Deus, mas não obedecem a sua Palavra.

- A Bíblia fala que até os demônios creem e estremecem.

V. 2: Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.

- A prova do nosso amor pelos nossos irmãos é a obediência a Palavra de Deus.

V. 3: Porque esta é a caridade de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.

- O nosso amor a Deus é provado pela nossa obediência a Palavra de Deus.

- E aqui no versículo diz que os seus mandamentos não são pesados.

- A Palavra de Deus não é difícil de ser obedecida.

- Quando Cristo está reinando em nosso coração a obediência a Palavra de Deus se torna prazerosa e leve.

Conclusão: As consequências da nossa fé em Jesus é viver uma vida de vitória e de abundante graça neste mundo.

- As consequências da nossa fé em Jesus é a nossa salvação eterna.

- A consequência da nossa fé em Jesus é a vitória sobre Satanás e seus demônios.

 

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos