Home
 
 
 
 
 
 
 

17/08/19

                 

Obreiros Diferentes Fazendo a Obra de Deus

                                I Co. 3.6

Int.- Esta relação entre Paulo e Apolo nos ensina muitas lições sobre nossas diferenças, nossos ministérios, nossos dons e nossas vocações.

      Um planta e outro rega fala da diferença de papeis. Deus usa cada um de nós com as nossas peculiaridades, personalidade, dons, talentos e a forma de ser de cada um.

      É como nos ensina o Apóstolo Paulo em I Coríntios cap. 12 onde a igreja é comparada a um corpo, tendo cada membro as suas funções.

I Co. 13.27: Ora, vós sois o corpo de Cristo e seus membros em particular.

V. 18: Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.

- Cada crente é um membro desse corpo a qual Deus colocou como quis.

- Você é o que é na igreja porque foi Deus quem te colocou nessa função.

I- Lidando Com as Diferenças.

      Somos todos diferentes e isto não significa que somos melhores ou piores, somos apenas diferentes.

1- Diferenças de Personalidade.

      A Personalidade é o conjunto de características que determinam os padrões de pensar, sentir e agir, ou seja, a individualidade pessoal e social de alguém.

- Cada pessoa tem as suas peculiaridades e Deus nos usa como somos.

- O Senhor usou Moisés, com sua mansidão, mas também usou Sansão com sua forma agressiva de ser.

- Deus usou Davi com seu espírito guerreiro, determinado e valente, mas também usou seu filho Salomão que não fez guerras e que tinha uma personalidade mais sossegada. Salomão tinha um estilo de vida de um poeta, de um filósofo e de pensador.

- O Senhor usa o altruísta profeta Isaías, mas também usa o melancólico Jeremias.

- Usa o colérico Paulo, um homem sem medo, determinado e realizador, mas também usa Pedro, um sanguíneo, um tanto inseguro que nega o Senhor no dia da sua morte.

- Usa o Paulo sistemático no ensino e na pregação, mas também o eloquente Apolo.

- Veja a personalidade efusiva de Paulo e a personalidade tranquila de Barnabé. O temperamento de Paulo impedia que ele tivesse facilidade em perdoar aqueles que falhavam na grande batalha da pregação do Evangelho.

- Paulo era um daqueles que não se dispõem facilmente a dar outra chance para alguém que erra, acreditando que os covardes e negligentes devem ser colocados à margem do caminho, pois a obra de Deus não pode parar.

- Barnabé é o símbolo das pessoas que sabem olhar além das faltas isoladas, e conseguem ver em uma pessoa o potencial que ela tem, apesar de oculto.

- Você tem um potencial que pode ser usado na obra de Deus.

Fp. 2.13: Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.

- Barnabé é daqueles que não são os primeiros a atirarem as pedras, mas que estendem a mão para tentar recolocar o irmão faltoso na jornada rumo à Glória.

- Todo obreiro precisa de um Barnabé na sua vida.

- O Barnabé é aquele que estende a mão para te ajudar e te apresentar no ministério.

- Ninguém aparece sozinho para fazer a obra de Deus.

- Alguém viu a tua chamada e te apresentou.

- Valorize o Barnabé na tua vida.

- No ministério é assim. Todos somos diferentes, mas todos podemos ser úteis.

- Um mais emotivo outro mais calmo.

- Um mais efusivo outro mais sistemático.

- Um mais manso outro mais complicado.

- Um mais amável, outro mais frio.

- Um mais ativo outro mais lento.

- Um mais longânimo outro de pavio mais curto.

- O importante é que a obra seja feita e que cumpramos a nossa chamada na obra de Deus.

Cl. 4.17: E dizei a Arquipo: Atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras.

- A somatória do trabalho de cada um de nós, faz com que a obra de Deus cresça.

2- Diferenças Espirituais.

      Existem diferenças de grau de espiritualidade dos crentes e dos obreiros.

- Uns são mais espirituais e outros são menos espirituais.

I Co. 2.15: Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.

- Podemos dizer que tem uns que tem mais intimidade com Deus.

- Jesus multiplicou o pão para mais de 10 mil pessoas.

- Antes de ser assunto ao céu apareceu para mais de 500 irmãos, batizou 120 no dia de Pentecostes, enviou 70 para começar o trabalho missionário, compartilhou seu ministério com 12, 3 que estava com ele em momentos importantes, mas apenas um reclinava a cabeça em seu peito.

- Cada obreiro tem um grau de intimidade com o Senhor.

- Isso acontece pela Vida Devocional.

- Existem pastores que oram mais, outros oram menos.

- Uns leem à Bíblia todo dia, outros não.

- Uns fazem um jejum semanal, outros não.

- Uns cuidam de sua comunhão com Deus outros não.

- Tudo tem a ver com a dedicação que o obreiro tem com as coisas de Deus.

- Têm ministros que se esmeram para preparar uma palavra para a igreja, outros copiam da internet.

- Tem obreiros que se dedicam à sua igreja, tem outros que não dão importância a nada.

- Tem obreiros que cuida das famílias, dos jovens, de todos, já outros só aparecem nos cultos de vez em quando.

- Existe uma diferença entre carnais e espirituais.

- Infelizmente tem obreiros carnais, mas graças a Deus que ainda tem obreiros espirituais.

Rm. 12.11: Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor.

- Elias teve um auxiliar que se tornou um grande profeta, Elizeu.

- Mas o próprio Elizeu teve um auxiliar chamado Geazi que se tornou leproso.

- Deus conta com obreiros espirituais para fazer a sua obra.

- O fervor espiritual leva o obreiro a dar frutos na obra de Deus.

3- Diferenças Ministeriais.

      Existem na casa de Deus diferenças ministeriais, ou seja, chamadas diferentes.

Ef. 4.11: E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores.

V. 12: Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo.

- Deus usa cada um com o dom que Ele concede, visando a edificação da Sua Igreja.

- Se todos fossem pastores, não teria os evangelistas, não teria os presbíteros, não teria os diáconos.

- Qual o propósito de cada um ter uma chamada diferente?

- Visa o aperfeiçoamento dos santos, ou seja, o crescimento da obra de Deus.

- Diferenças entre servos de Deus não precisam travar a obra de Deus.

- Na obra de Deus, cada um com um ministério diferente se completam.

- Um preside, outro dirige, outro prega, outro ensina, outro evangeliza, outro canta, outro toca, outro intercede, e no final a igreja cresce.

I Co. 12.5: E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.

- Todos trabalhamos na obra de Deus para o Senhor.

- Não podemos trabalhar na obra de Deus para o nosso reino.

- Temos que trabalhar na obra de Deus para o Reino de Deus.

- Os nossos interesses pessoais não podem sobressair ao interesse do Reino de Deus.

- Trabalhe na Casa de Deus visando o Reino de Deus.

- Quem te vê é Deus, e é Ele que te recompensará.

Hb. 6.10: Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra e do trabalho da caridade que, para com o seu nome, mostrastes, enquanto servistes aos santos e ainda servis.

- Estamos trabalhando para Deus e não para o homem.

- Deus tem o seu galardão para aqueles que lhe servem.

Jo. 12.26: Se alguém me serve, siga-me, e, onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará.

      Há diferentes tipos de ministérios:

a) Tem os Dons Ministeriais.

b) Tem os Dons Espirituais.

c) Tem os Dons de Liderança.

Rm. 12.6-8: De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé.

      Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino.

      Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.

      Existem realizações no ministério.

- Uns são melhores construtores, outros gostam de grandes eventos.

- Uns são grandes ensinadores como Paulo, outros exímios pregadores como Apolo.

- Davi guerreou as guerras do Senhor, mas quem desfrutou da paz foi Salomão que ainda construiu a maior obra dos judeus em todos os tempos, o templo em Jerusalém.

- Moisés tirou o povo hebreu do Egito e levou pelo deserto, mas quem conquistou a terra prometida foi seu auxiliar Josué.

- Um é ganhador de almas outro é discipulador.

- Assim todos fazemos parte do corpo.

- Somos apenas diferentes, mas todos uteis no projeto de Deus.

- Um faz o alicerce, o outro faz as paredes, o outro coloca o telhado e outro da o acabamento; mas o mais importante é a casa ficar pronta.

- Você tem um trabalho na edificação do corpo de Cristo.

- Você é importante na edificação do corpo de Cristo.

- Não importa qual seja o seu trabalho na casa de Deus, pode ser o menos visto, pode ser o mais pequeno, mas a sua parte é necessária e é importante para a edificação do corpo de Cristo.

I Co. 12.22: Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários.

- O seu trabalho é importante no corpo de Cristo.

- Se você deixar de fazer o seu trabalho, todos sentiremos falta.

- Não pare de trabalhar no Reino de Deus.

- Não olhe para as criticas, não olhe para aqueles que te zombam, não desanime diante das oposições.

- Simplesmente faça a sua parte, faça a obra de Deus.

- Deus conta com você.

- A sua chamada continua em pé diante de Deus.

Lc. 9.62: E Jesus lhe disse: Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o reino de Deus.

4- Diferenças Intelectuais.

      Na obra de Deus existem obreiros com diferenças intelectuais e que mesmo assim Deus chama e os usa.

- Paulo era doutor, Pedro era pescador, Lucas era médico, Mateus cobrador de impostos, João era pescador.

- Para Paulo o conhecimento intelectual era adubo para a semente do evangelho.

Fp. 3.8: E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo.

- Paulo considerava o seu conhecimento como esterco, para ganhar a Cristo.

- O conhecimento é uma boa ferramenta para fazer a obra.

- Deve ser causa de mais humildade e reconhecimento que tudo vem do Senhor.

- Não significa que um pastor é melhor que outro. Apenas que tem capacidade intelectual diferente.

- Paulo era doutor e Pedro era pescador.

- Paulo fez uma grande obra para o Reino de Deus.

- Pedro também fez uma grande obra para o Reino de Deus.

- Paulo abriu varias igrejas em muitas cidades da Ásia, e Pedro foi o pastor da Igreja de Jerusalém e também ganhou milhares de almas para Cristo.

- A intelectualidade não deve ser instrumento de vaidade ou soberba.

- Todos devem se prepararem intelectualmente, se isto for para gloria de Deus e o bem de sua obra.

II- O Obreiro de Deus Não Deve Fazer Comparações.

- Somos comparados por quem nos vê.

- Nunca devemos cair na sedução destas comparações.

- Quando Saul foi comparado com Davi ficou irado e quis matar Davi.

I Sm. 18.7: E as mulheres, tangendo, respondiam umas às outras, e diziam: Saul feriu os seus milhares, porém Davi, os seus dez milhares.

- A Bíblia diz que Saul se indignou muito com essas palavras.

- Saul ficou enciumado com Davi.

- Saul deixou Satanás entrar em seu coração por essa ira.

- Toda comparação vai trazer perdas ao nosso ministério.

I Co. 1,12,13: Quero dizer, com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo; e eu, de Apolo; e eu, de Cefas; e eu, de Cristo.

      Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós? Ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

- Muitas vezes existe uma competição entre pastores e entre igrejas.

- Cada um faz o seu marketing.

- Cada um mostra os seus milagres, claro com seu nome em evidencia.

- Jesus passa a ser apenas um detalhe.

- Tudo é feito por um pregador ou por uma igreja.

- Muitas vezes o obreiro quer saber quem é o maior.

Mt. 18.1: Naquela mesma hora, chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus?

- Se entre os discípulos houve essa preocupação, muito mais em nossos dias.

- Há um desejo perigoso de ser o maior.

- Maior pastor, maior pregador, maior ensinador, maior presidente, etc.

- O desejo de ser visto como o maior pode ser patológico.

- O desejo de ser o maior pode criar um clima de competição e conflito, como aconteceu com Jacó e Esaú.

- O desejo de ser o maior pode levar o homem ao pecado.

- Jesus nos ensinou que ser maior é ser servo e nada mais.

- Jesus é o maior em nosso meio.

III- É Deus Que Dá o Crescimento.

V. 6: Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.

- Quem dá o crescimento a Sua obra é Deus.

- O grande, o maior, o Senhor, o comandante, o líder.

- Tudo é o Senhor em nossas vidas.

V. 7: Pelo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.

- Cada obreiro deve ser consciente do seu papel e de suas limitações.

- Somos vasos de barro, quem comanda tudo é o Senhor.

- Precisamos de humildade para reconhecer que não somos melhores nem maiores que os outros.

- Só o Senhor é grande e poderoso.

- Amados, se Deus não operar não damos fruto algum.

- Somos inteiramente dependentes de Deus.

- Sem Deus não somos nada e não fazemos nada.

V. 9: Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

- Nós cooperamos com Deus para fazer a sua obra.

- Se Deus não operar através de nossas vidas somos nada.

Jo. 15.5: Eu sou a videira; vós as varas. Quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto, porque sem mim nada podeis fazer.

- Precisamos estar ligado em Cristo, recebendo da sua seiva, para darmos frutos para o Reino de Deus.

- A obra cresce, porque Deus dá o crescimento.

- Nós trabalhamos, cada um faz a sua parte no Reino de Deus, mas é Deus quem dá o crescimento.

- Se Deus não operar, o nosso fruto será enganoso e passageiro.

Conclusão: Precisamos entender que cada um tem um ministério.

- Que todos são chamados para trabalhar no Reino de Deus.

- Que a somatória do trabalho de todos traz a edificação do corpo de Cristo.

- Que nós trabalhamos, mas quem dá o crescimento a sua obra é Deus.

- Seja um instrumento de Deus na Sua obra.

- Que Deus te use grandemente para a Sua glória.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos