Home
 
 
 
 
 
 
 

                             14/11/2020

O Sacríficio Vicário de Cristo

 

Mt. 27.28

Int.: Jesus Cristo veio a este mundo como homem, para cumprir o plano Redentor do Pai, para resgatar da condenação eterna, a todos os que o aceitarem como Salvador.

      O plano Redentor de Deus é que Seu Filho Jesus Cristo morresse na cruz do Calvário, em lugar de todo o pecador.

I- O Sofrimento de Cristo.

      No capítulo vinte e seis de Mateus, quinta-feira, depois de participar da última páscoa com os seus discípulos e instituir a Santa-Ceia, Jesus foi para o Jardim do Getsêmani, para orar ao Pai e se preparar para a sua prisão e crucificação.

      Por três vezes Jesus orou ao Pai, e pediu que se fosse possível, passasse dele aquele cálice; tamanha foi à angústia de Jesus no Getsêmani que Ele suou gotas de sangue.

      Ali mesmo no Getsêmani Jesus foi preso e levado à casa do sumo sacerdote Caifás, onde os escribas e os anciãos estavam reunidos.

      Ali na casa do sumo sacerdote cuspiram no rosto de Jesus, lhe deram socos e o esbofeteavam.

      E diziam: “Profetiza-nos, Cristo, quem é o que te bateu?”

Mt. 26.63: Jesus, porém, guardava silêncio.

      Jesus não se defendeu e nem manifestou contrariedade com tudo o que lhe estava acontecendo.

Jo. 18.37: Jesus respondeu: Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.

      Jesus entendeu e se prontificou a cumprir o plano Redentor do Pai.

      Jesus sabia que era lhe necessário passar por todo esse sofrimento e morrer na cruz do calvário, para nos dar a salvação.

Is. 53.5: Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

- Jesus foi ferido pelas nossas transgressões.

- Jesus foi moído pelas nossas iniquidades.

- O castigo que nos traz a paz estava sobre ele.

- Jesus derramou o seu sangue e deu a sua vida para a nossa salvação.

- Pelas pisaduras de Jesus fomos sarados.

- O sacrifício de Cristo foi vicário.

- Quer dizer: Que substitui outra pessoa.

II- Jesus é Julgado Pelo Sinédrio.

Lc. 22.66: E, logo que foi dia, ajuntaram-se os anciãos do povo, e os principais dos sacerdotes, e os escribas, e o conduziram ao seu concílio.

- Na manhã da sexta-feira Jesus foi conduzido ao Sinédrio para ser julgado.

- O que era o Sinédrio?

- Uma assembleia de juízes judeus que constituía a corte e legislativo supremos de Israel.

- Na sexta-feira pela manhã reuniu a cúpula religiosa de Israel em Jerusalém, para condenarem Jesus a crucificação.

V. 67: E lhe perguntaram: És tu o Cristo? Dize-nos. Ele replicou: Se vo-lo disser, não o crereis.

- As autoridades religiosas de Israel não reconheceram Jesus como o Cristo que havia de vir; tinham inveja do seu trabalho e não aceitavam os milagres e maravilhas que fazia.

- Os membros do Sinédrio tinham pressa em crucifica-lo naquela sexta-feira, porque era páscoa e ninguém poderia ficar pregado na cruz após as dezoito horas, segundo a lei.

- Jesus não poderia ser condenado à morte pelo Sinédrio. O Sinédrio não tinha poder para isso; Jesus teria que ser julgado pelo governo romano.

Lc. 23.1: E, levantando-se toda a multidão deles, o levaram a Pilatos.

- Pilatos era o governador da província romana da Judeia.

V. 4: E disse Pilatos aos principais dos sacerdotes e à multidão: Não acho culpa alguma neste homem.

- Pilatos não viu nada em Jesus que pudesse condená-lo a morte.

- Pilatos por não achar culpa em Jesus queria soltá-lo.

- Mas o plano Redentor de Deus para a nossa salvação, é que Jesus morresse para a salvação do pecador.

- Pilatos sabendo que Jesus era da Galileia o enviou a Herodes que estava em Jerusalém naquela sexta-feira.

V. 7: E, sabendo que era da jurisdição de Herodes, remeteu-o a Herodes, que também, naqueles dias, estava em Jerusalém.

- Herodes havia ouvido falar muito de Jesus e se alegrou muito em poder vê-lo.

V. 9: E interrogava-o com muitas palavras, mas ele nada lhe respondia.

- O silêncio de Jesus frustrou a Herodes, que o desprezou, escarneceu dele, e tornou a enviá-lo a Pilatos.

III- Jesus Foi Crucificado Para a Nossa Redenção.

- Pilatos mandou açoitar a Jesus, e entregou-o para ser crucificado.

- E os soldados de Pilatos reuniram-se junto dele para o crucificarem.

V. 28: E, despindo-o, o cobriram com uma capa de escarlate.

- A forma vexatória que os romanos tinham para humilhar uma pessoa, era despi-la.

- E os soldados o cobriram com uma capa escarlate.

- Era uma capa vermelha curta usada pelos soldados.

- Além dos soldados usarem toda a armadura, eles usavam uma capa vermelha por cima.

- E essa capa vermelha era usada pelos soldados, pelos oficiais militares, pelos magistrados, pelos reis e pelos imperadores.

- Os soldados puseram a capa vermelha em Jesus como vestimenta real de zombaria.

- Os soldados teceram uma coroa de espinhos e puseram na cabeça de Jesus, e em sua mão direita uma cana, como o cetro de um rei.

- E ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus.

Is. 53.7: Ele foi oprimido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.

- Jesus aguentou todo o sofrimento em silêncio, como um cordeiro quando é levado para o matadouro.

- Ele fez isso por mim e por você, para que nós fossemos salvos.

- Jesus sabia que esse era o plano Redentor de Deus para a humanidade.

Conclusão: Foi dada uma cruz pesada para Jesus carregá-la até o calvário.

- Jesus foi pregado na cruz e crucificado às 9:00 horas da manhã.

- E Jesus ficou pendurado na cruz durante seis horas, até às 15:00 horas.

- E às 15:00 horas Jesus disse: “Está consumado”. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.

- Toda vez que tomamos a Santa-Ceia, lembramo-nos do sacrifício vicário de Cristo efetuado na cruz do calvário.

- E ao terceiro dia Jesus ressuscitou e está vivo para todo o sempre.

- Jesus disse: “Fazei isso em memória de mim”.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos