Home
 
 
 
 
 
 
 

 07/03/2021

                                Sem Mim Nada Podeis Fazer

                               Jo. 15.5

Int.- A Igreja do Senhor Jesus Cristo nasceu no coração de Deus antes da fundação do mundo, foi edificada por Jesus Cristo na plenitude dos tempos e oficialmente inaugurada pelo Espírito Santo no glorioso Dia de Pentecostes no cenáculo em Jerusalém, onde quase 120 discípulos estavam reunidos, e foram batizados com o Espírito.

- E neste dia agregaram-se quase três mil almas à Igreja.

- Foi à marca da inauguração da Igreja do Senhor Jesus Cristo na terra.

- Durante os três anos e meio do ministério terreno de Jesus, Ele passou 80% por cento do tempo com os doze discípulos; e 20% por cento Ele passou com a multidão.

- Jesus tinha o propósito de preparar esses discípulos para se tornarem Apóstolos e darem continuidade ao Seu ministério de pregar o evangelho de Cristo.

Mt. 9.35: E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.

- Aqui está a tríplice missão que Jesus deixou para a Sua Igreja:

1- Ensinar

2- Pregar o Evangelho do Reino

3- Curar os Enfermos

- Foi este treinamento que Jesus deu aos seus discípulos e anunciou aos seus seguidores.

Mt. 28.19: Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

- Esse ensinamento é chamado de a Grande Comissão.

- Foi à última instrução dada por Jesus aos seus discípulos para que eles espalhassem seus ensinamentos para todas as nações do mundo.

I- A Igreja do Primeiro Século.

- Depois da inauguração da Igreja no dia de Pentecostes, iniciou-se uma grande perseguição aos cristãos; e eles se espalharam por todo o mundo levando o evangelho de Cristo.

At. 8.4: Mas os que andavam dispersos iam por toda parte anunciando a palavra.

- Esses crentes estavam cheios do Espírito Santo.

- Esses crentes iam de cidade em cidade, pregando o evangelho e ganhando almas para o Reino de Deus.

At. 4.33: E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.

- A Igreja Primitiva vivia na total dependência do Espírito Santo.

- Almas eram salvas todos os dias, batismo com Espírito Santo ocorria em todos os cultos, curas e milagres aconteciam diariamente.

- E a Igreja crescia e se multiplicava para a glória de Deus.

At. 12.24: E a palavra de Deus crescia e se multiplicava.

- O enfoque era dado na ministração da Palavra de Deus.

- A Palavra de Deus é a nossa bússola espiritual.

- A Palavra de Deus é o nosso alimento espiritual diário.

- É a Palavra de Deus que trás avivamento à Igreja.

- É a Palavra de Deus que edifica a Igreja.

At. 2.42: E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.

- A Igreja Primitiva era voltada para a Palavra de Deus.

- Era uma Igreja fervorosa na oração.

- O que acontecia na Igreja Primitiva pode acontecer nos dias de hoje, e Deus quer que aconteça; mas precisamos viver o evangelho como eles viviam.

- A Igreja Primitiva é um exemplo e um referencial para nós, de como Deus quer a Sua Igreja.

- O Livro de Atos dos Apóstolos, já pelo nome já diz: ações dos apóstolos.

- O Livro de Atos dos Apóstolos também é chamado de Atos do Espírito Santo.

- Mostra o trabalho dos Apóstolos na ação do Espírito Santo.

- Os Apóstolos permitiam o Espírito Santo agir através das suas vidas, produzindo frutos eternos para a glória de Deus.

- Quando deixamos o Espírito Santo de Deus agir através de nossas vidas, frutos são produzidos para a glória de Deus.

- O Livro de Atos dos Apóstolos mostra o crescimento da Igreja e sua expansão para as nações da terra.

- O que Deus tem colocado em nós, deve ser repartido aos necessitados e famintos da Palavra de Deus.

- Não podemos deixar de falar o que temos visto e ouvido.

- Deus usou de uma maneira poderosa e extraordinária os Apóstolos na propagação do evangelho em todo o mundo.

- Deus quer usar a tua vida de uma maneira extraordinária.

II- Jesus Dá as Últimas Instruções aos Seus Discípulos.

- Neste capítulo Jesus está dando as últimas instruções aos seus discípulos.

V. 1: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

- Jesus está mostrando que existem videiras falsas.

- Religiosos que pregam uma filosofia vã.

- Que existem religiões que são seitas falsas.

- Jesus está dizendo tenham convicção que eu sou a videira verdadeira.

- Olhem para mim. Me ouçam, me sigam.

Hb. 12.2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.

- Precisamos olhar para Jesus, tê-lo como nosso referencial.

- Jesus fala: “Meu Pai é o lavrador”.

- O que é um lavrador?

- É aquele que lavra a terra, que cultiva a terra, é o agricultor.

- O lavrador é aquele que planta e cultiva o que plantou.

- O lavrador rega a lavoura, tira as ervas daninhas, e colhe a lavoura no seu tempo.

- O lavrador da terra é o nosso Deus.

- Ele nos chamou para a sua obra e cuida de nós.

V. 2: Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

- A vara que não produz fruto, Deus a tira.

- Por isso muitas vezes é preciso fazer a troca de obreiros, onde não está dando fruto.

- Se não estamos dando fruto é porque alguma coisa está errada.

- Se estivermos verdadeiramente ligados em Jesus, vamos dar frutos.

- E quando damos fruto, Deus limpa a fruteira, Ele poda a árvore, tira aqueles galhos secos e mortos, para que a árvore dê mais fruto ainda.

- Você está satisfeito pelo fruto que está dando na obra de Deus?

- Deus quer que você dê mais fruto ainda.

- Precisamos melhorar a cada dia, precisamos desenvolver nossa capacidade de frutificação.

- Analise se você está dando fruto para Deus.

- Porque senão o seu galho poderá ser cortado por Deus.

- Deus nos chamou para darmos frutos na sua obra.

- Seja um obreiro frutífero na obra de Deus.

V. 3: Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.

- A Palavra de Deus purifica o crente.

- A Palavra de Deus é um dos meios de santificação.

Jo. 17.17: Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.

- Na oração sacerdotal Jesus está pedindo ao Pai para santificar o seu povo na Palavra, que é a verdade.

- Quanto mais mergulharmos na Palavra, mais santificados ficaremos.

- Jesus deu a receita para limpar o galho, para produzir mais fruto.

V. 4: Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.

- Jesus está dizendo aqui: Para nós darmos fruto, precisamos estar em Jesus, e Ele em nós.

- Como diz o diácono Valdir Tadeu aqui da sede: Precisamos estar na fiação.

- Ligados em Jesus.

- Jesus está dizendo aqui: Como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira.

- O galho para dar fruto, precisa estar ligado no tronco, para receber a seiva que vem da raiz.

- O galho fora do tronco se seca e apodrece e não dá fruto nenhum.

- O tronco é essencial para o desenvolvimento dos frutos.

- Quando aceitamos a Jesus como Salvador pessoal, nos ligamos em Jesus, e Ele se ligou a nós.

- Foi Jesus quem escolheu os seus discípulos, da maneira que Ele quis e colocou no Corpo.

Mc. 4.13: E subiu ao monte e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele.

- Jesus não chamou professores de história; Jesus não chamou filósofos; Jesus não chamou eruditos para o ministério; Jesus chamou quem ele quis.

- Não importa a formação e nem a profissão da pessoa, Jesus a transforma e faz dela um ganhador de almas para o seu reino.

I Co. 12.18: Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.

- O Senhor Jesus te salvou, te chamou para o ministério e o colocou no lugar em que você está.

- Cada um exerce o ministério na vocação em que foi chamado.

III- Dependemos de Jesus Para Fazermos a Obra de Deus.

V. 5: Eu sou a videira; vós, as varas. Quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto, porque sem mim nada podeis fazer.

- Jesus é a videira verdadeira; nós somos as varas.

- Jesus aqui diz: “Quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto”.

- Jesus está dizendo que o nosso ministério está ligado nele.

- Dependemos de Jesus para darmos fruto.

- Jesus disse aqui: “Quem está em mim”.

- Numa outra versão diz: “Quem permanece em mim”.

- Para darmos fruto precisamos estar em Jesus.

- O que significa estar em Cristo?

- Estar em Cristo significa que aceitamos o Seu sacrifício como pagamento por nosso próprio pecado.

- Para entrar na presença de Deus, devemos estar escondidos na justiça de Cristo.

- É impressionante o que significa estar em Cristo, unido a Cristo, ligado a Cristo.

A) Seis Significados de Estar em Cristo:

1- Em Cristo Jesus, você recebeu graça antes que o mundo fosse criado.

2- Em Cristo Jesus, você foi eleito por Deus antes da criação do mundo.

3- Em Cristo Jesus, você é amado por Deus com um amor inseparável.

4- Em Cristo Jesus, você foi redimido e perdoado de todos os seus pecados.

5- Em Cristo Jesus, você é justificado diante de Deus e a justiça de Cristo é imputada a você.

6- Em Cristo Jesus, você se tornou uma nova criatura e um filho de Deus.

- Jesus diz no texto: “Sem mim nada podeis fazer”.

- A expressão “sem mim” denota o mesmo que separado de mim.

- Como os galhos, se separado do tronco, não produzem frutos, e se secam imediatamente, os cristãos, se separados de Cristo, não podem fazer nada.

- Essa expressão “sem mim nada podeis fazer”, implica uma forte dependência de Cristo.

- Pedro respondeu a Jesus: “Sem o Senhor, para quem iremos nós?”

- “Sem mim na podeis fazer”. Está é a conclusão e aplicação de toda a parábola.

- Jesus estava contando aqui o segredo do sucesso do obreiro.

- Enquanto estamos separados de Jesus, não produzimos frutos bons e aceitáveis.

- Sem Jesus, somos incapazes de fazer qualquer coisa boa.

- Jesus está dizendo aqui: “Separado de mim, você não pode fazer absolutamente nada”.

- Deus pode viver sem o homem, mas o homem não pode viver sem Deus.

- O fato de fazermos alguma coisa na igreja, não quer dizer que Jesus está operando em nós.

- Infelizmente muitas coisas que fazemos são na verdade, vontade nossa ou visão nossa e não de Deus.

- Jesus está realmente presente é quando os ramos dão frutos segundo a árvore.

- O próprio Jesus disse que não se colhe figos dos abrolhos e nem uvas de espinheiros.

- Se damos frutos, mas estes frutos são diferentes da semente que o originou, existe uma discrepância de resultado.

- Se somos ramos de uma videira, devemos frutificar uvas e não espinhos.

- Permanecer em Cristo é frutificar segundo a semente pura que em nós foi plantada, ou seja, o Seu Evangelho.

- Quando não frutificamos, ou frutificamos em desacordo com a semente pura, na verdade ela atrofiou ou foi adulterada; o que resulta em nada ou em um fruto falso.

- Você pode perguntar: “Pastor existe fruto falso”?

- Sim, assim como existe o trigo e existe o joio.

- Permanecer em Cristo é viver como Ele viveu.

- É falar como Ele falou.

- É amar como Ele amou.

- Se não é assim, o que fazemos não passa de nada, somos como latas vazias, que faz muito barulho, mas está vazia, não tem conteúdo.

- Sem Jesus nada podemos fazer.

- O que fazemos sem a direção e a presença de Jesus, não passam de frutos que murcharão e morrerão com o tempo.

- Mas se temos a direção e a presença do Senhor, o que colheremos será para a eternidade.

- Você obreiro foi chamado para ser vara que está ligado na videira verdadeira.

IV- O Obreiro Sem Jesus é Um Galho Infrutífero.

- O obreiro pode ter muitos anos de crente.

- O obreiro pode ter o cargo até de pastor.

- O obreiro pode ter diploma universitário.

- O obreiro pode ter o curso de teologia.

- O obreiro pode ter o curso de bacharelado de teologia.

- O obreiro pode ter muito conhecimento bíblico.

- O obreiro pode ter o dom da oratória.

- O obreiro poder ser até muito carismático.

- Mas sem Jesus nada disso tem valor e não terá frutos permanentes.

Jo. 15.16: Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

- Este versículo é muito importante.

- O Senhor Jesus nos escolheu e nos nomeou, para que demos fruto, e o nosso fruto permaneça.

- Tem obreiro que dá fruto e o fruto dele não permanece; é fruto incerto; de passagem rápida na igreja.

- O seu fruto tem permanecido na casa do Pai?

- A dependência de Jesus para darmos fruto gera intimidade do obreiro com Jesus.

- O obreiro para depender de Jesus não pode ser soberbo, orgulhoso, nariz empinado, prepotente.

- O obreiro para depender de Jesus tem que ser humilde, submisso.

- O obreiro para depender de Jesus tem que ser de oração.

- O obreiro para depender de Jesus tem que ter uma vida consagrada a Deus.

- A intimidade do obreiro com Jesus vai fazer o obreiro gerar fruto automaticamente.

Jr. 17.5: Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!

- Neste versículo está mostrando como é maldito aquele que confia no seu braço, nas suas habilidades.

- E aqui diz: “E aparta o seu coração do Senhor”.

- Quer dizer: Deixa de confiar em Deus.

- Deixa de depender do Senhor.

- Sem Jesus nada podemos fazer.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos