Home
 
 
 
 
 
 
 

06/10/19

                            Um Chamado ao Arrependimento                          

Zc. 13.6

Int.: O profeta Zacarias escreveu este livro 500 anos a.C., seu nome significa o “O Senhor se lembra”. Nascido durante o cativeiro babilônico era descendente da linhagem sacerdotal. Zacarias voltou com os primeiros judeus para Jerusalém, sendo chamado por Deus como profeta, para animar os construtores com uma visão gloriosa do futuro.

      Zacarias profetizou durante três anos.

      Enquanto a missão do profeta Ageu foi a reconstrução do templo, o profeta Zacarias pregou por uma reforma interna, a reconstrução das ruínas espirituais do coração do povo.

      O profeta Zacarias chamou o povo ao arrependimento profundo, pois resultaria em grandes frutos de obediência.

      O profeta Zacarias em meio tentando animar seu povo com recados de esperança e prosperidade, trás uma profecia a respeito do Messias.

V. 6: E, se alguém lhe disser: Que feridas são essas nas tuas mãos? Dirá ele: São as feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos.

I- Interpretação do Texto.

      Zacarias passa a mencionar as características que o Messias iria possuir, quando viesse.

      Zacarias apresenta o futuro glorioso que aguardava um povo desanimado. Eles não tinham entusiasmo nem para construir o templo e neste momento o profeta deixa os problemas do povo de lado e começa a mostrar o que aconteceria com a nação de Israel e a vinda do Messias.

      Esta profecia foi cumprida com toda a sua clareza e intensidade nos dias de Cristo. Este pronunciamento profético de Zacarias aconteceu há aproximadamente 500 anos antes do seu cumprimento.

      Toda a nação de Israel esperava o Messias. Havia uma grande expectativa em torno da chegada dele.

      Com o passar dos anos muitas ideias diferentes e erradas foram sendo assimiladas. O Messias esperado passou a ser muito diferente do que fora profetizado.

      Esperavam um salvador que os livrasse da opressão dos povos dominadores, um líder político ou militar.

      Esses conceitos errados foram sendo propagados e aceitos de geração em geração, como sendo verdade absoluta.

      Imaginavam que o Messias deveria ter origem nobre. Por isso quando Jesus nasceu e foi proclamado como o Salvador, gerou muitas dúvidas e descrédito.

      Os líderes judeus faziam todo tipo de pergunta:

- Qual é a sua família?

- Onde nasceu?

- Qual escola estudou?

- Quais são as suas ideias para livrar o seu povo da escravidão romana?

      A investigação mostrou que a mãe se chamava Maria e Ele não tinha pai, fora gerado pelo Espírito Santo. Portanto, para alguns, Jesus era um filho bastardo, gerado em prostituição.

Gl. 4.4: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei.

- Esta origem de Jesus foi tão questionada que numa discussão com alguns judeus, este assunto foi objeto de ironia. Os judeus dizendo a Ele: Nós não somos filhos ilegítimos.

- Os judeus não o aceitavam como tendo apenas mãe e não um pai.

Jo. 8.19: Disseram-lhe, pois: Onde está teu Pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai.

      O próprio José, quando soube que sua prometida estava grávida, resolveu acabar com o noivado. Deve ter pensado: Uma gravidez fora do casamento é coisa de prostituta. Eu não vou me casar com uma prostituta. Foi preciso que um anjo explicasse a José num sonho que o que estava gerado em Maria era do Espírito Santo.

II- A Natureza do Messias.

      Perguntavam onde nasceu? Em Nazaré, era a resposta.

- Nazaré, está a vinte e quatro quilômetros do mar da Galiléia; e quase cento e treze quilômetros ao norte de Belém.

- Nazaré era uma cidade que despertava muitos preconceitos. Não era um bom lugar para morar ou nascer. Quando descobriram que Ele era de Nazaré, a rejeição aumentou.

- Todos sabemos que Jesus nasceu em Belém de Judá, e fora criado em Nazaré.

      Perguntavam em qual escola estudou?

- Nos dias de Jesus havia duas grandes escolas dos rabinos. A de Hillel e a Chamai.

- Ele disse que havia estudado em casa, provavelmente com a mãe Maria.

- Mais um choque para os líderes da época.

- Como pode alguém ser o Messias e não frequentar nenhuma escola renomada?

      Outra questão foi decisiva: As ideias de Jesus com relação à opressão romana.

      Jesus disse:

Mt. 20.26-28: Não será assim entre vós. Mas todo aquele que quiser, entre vós, fazer-se grande, seja o vosso serviçal.

      E qualquer que, entre vós, quiser ser o primeiro, seja vosso servo.

      Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar a sua vida em resgate de muitos.

- Os judeus ouvindo isto ficavam estupefatos.

      Jesus também falou:

Mt. 22.21: Dai, pois, a César o que é de Cesar, e a Deus, o que é de Deus.

- César aqui era o imperador romano, e Jesus disse para dar o imposto ao governo e os dízimos e ofertas que é de Deus.

      Jesus também disse:

Lc. 6.29: Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses.

- Os judeus se perguntavam que Messias é esse que manda não nos defendermos?

Mt. 5.41: E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.

- Os conceitos que Jesus passava do Reino de Deus chocavam os religiosos e os judeus.

- Não era esse Messias que eles esperavam, eles esperavam um Messias cheio de imponência e soberba, que pisasse em cima dos homens.

      Você percebeu a complexidade e dúvidas que estavam na cabeça das pessoas e da liderança religiosa, na época de Jesus?

- O que eles haviam aprendido de seus pais não conferia com aquilo que estavam presenciando.

- A maneira do Messias se apresentar e os discursos dele não eram de alguém que iria libertá-los da escravidão romana.

- Eles pensaram: Só poderia ser um impostor.

      A falta de estudo e conhecimento da Palavra de Deus foi uma das causas dessa confusão toda.

- Para eles, o que valia era a tradição, as ideias e interpretações humanas. Por isso, prenderam a Jesus.

- O maltrataram ao extremo.

- Foi crucificado como o pior bandido da época.

- Atravessaram as suas mãos e seus pés com enormes pregos.

- Colocaram uma coroa de espinhos na sua cabeça, como escarnecendo dele como rei dos judeus.

Mt. 27.37: E, por cima da sua cabeça, puseram escrita a sua acusação: Este é Jesus, o Rei dos Judeus.

- Sim, foi ferido na casa dos seus irmãos, conforme a profecia.

- Os líderes religiosos insuflaram a multidão para que pedissem a morte de Jesus.

Mt. 27.20: Mas os príncipes dos sacerdotes e os anciãos persuadiram a multidão que pedisse Barrabás e matasse Jesus.

- Tudo isso aconteceu quando Jesus visitava a casa de seus amigos, que é o povo de Israel, a casa de Davi e os habitantes de Jerusalém, que representam a raça humana.

- Jesus veio para trazer purificação do pecado.

- Mas seus ouvintes estavam tão cegos por causa da maldade e da cobiça, que o mataram.

- Aqueles que eram encarregados pelo serviço do Templo e que por direito de nascimento eram os líderes do sistema religioso da época agiram como inimigos de Jesus.

- Jesus foi rejeitado por todos que o conheceram em Nazaré onde cresceu e foi criado e o quiseram matar.

Lc. 4.29: E, levantando-se, o expulsaram da cidade, e o levaram até o cume do monte em que a cidade deles estava edificada, para dali o precipitarem.

- Seus amigos o expulsaram e quiseram matá-lo.

Conclusão: Mas as feridas que Jesus teve nas mãos e nos pés dos pregos que o atravessaram, Ele teve por amor a nós, entregando-se a morte de cruz, para que nós alcançássemos o perdão dos nossos pecados, e a salvação eterna.

Jo. 3 16: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

V. 17: Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

- Valorize a benção da salvação eterna que você tem em Cristo Jesus.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos