Home
 
 
 
 
 
 
 

05/02/2019 

          A Importância do Crente Combater Pela Sua Salvação

I Co. 9.24-27

Int.- Aceitamos a Cristo como Salvador Pessoal para alcançarmos a vida eterna, para alcançarmos a coroa de glória eterna no céu. A nossa vida foi transformada pelo agir do Espírito Santo em nós, despojando-nos do velho homem e nos revestindo do novo homem que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

      Estamos atravessando este mundo que jaz no maligno, e agora como salvos em Cristo Jesus estamos combatendo contra o pecado, para chegarmos até o outro lado, ao porto, ao destino final, ao céu de glória.

      Nessa travessia combatemos contra três inimigos que querem tomar a nossa salvação:

1- O primeiro inimigo do crente é a nossa carne.

Mt. 26.41: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

- As paixões da carne trazem derrota para o crente.

- Os desejos da carne são opositores aos desejos do espírito.

Gl. 5.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.

2- O segundo inimigo do crente é o mundo.

I Jo. 2.15: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

- O mundo não tem nada que nos satisfaça.

- As coisas do mundo só levam a pessoa para a perdição.

I Jo. 2.16: Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.

3- O terceiro inimigo do crente é o diabo.

I Pe. 5.8: Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

- É uma luta diária contra o inimigo das nossas almas.

- Ele está ao nosso derredor procurando uma brecha para entrar e nos derrotar.

- Em nossa jornada em direção ao céu, diariamente teremos esses três inimigos combatendo contra nós tentando nos vencer.

- Mas se estivermos olhando para Jesus e se fortalecendo nele venceremos.

I- Paulo Compara o Crente a Um Atleta Cristão.

V. 24: Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.

- Paulo aqui mostra que os atletas numa competição correm para receber um troféu; e nesse caso só o primeiro colocado que recebe.

- Mas Paulo compara que o atleta cristão corre uma carreira de fé, uma carreira espiritual, para receber uma coroa incorruptível, a salvação eterna.

- E aqui Paulo fala que todo atleta cristão recebe esse prêmio, e não somente o que chega em primeiro lugar.

- Por isso que ele fala para todos: “Correi de tal maneira que o alcanceis”.

- O atleta para competir precisa treinar diariamente, se alimentar adequadamente.

- O crente para alcançar a coroa incorruptível como atleta cristão precisa treinar diariamente; o crente precisa se preparar para a corrida espiritual.

- Na vida cristã, nossa preparação é baseada em oração, leitura bíblica, jejum e prática da Palavra.

Fp. 3.14: Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

- Paulo não deixava de olhar para o seu alvo que era o céu, a salvação eterna.

- Amado sirva a Deus olhando para o alvo.

- Cultue a Deus olhando para o alvo.

- Cante no Coral olhando para o alvo.

- Cante no Grupo das Irmãs olhando para o alvo.

- Sirva na igreja como obreiro olhando para o alvo.

I Pe. 1.9: Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das almas.

- O fim da nossa fé não é a cura de uma enfermidade.

- O fim da nossa fé não é uma porta de emprego.

- O fim da nossa fé não é a compra de uma casa nova.

- O fim da nossa fé não é o arranjo de um casamento.

- O fim da nossa fé não é galgar uma hierarquia ministerial.

- O fim da nossa fé é a salvação da nossa alma.

- Tanto Paulo como Pedro tinham um propósito definido.

Mc. 8.36: Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?

II- Paulo Compara o Esforço do Atleta Para Ganhar o Prêmio.

V. 25: E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível.

- Paulo mostra aqui que o atleta que compete nos jogos se submete a um treinamento rigoroso, a um esforço muito grande.

- O atleta acorda cedo para os treinamentos físicos, tem uma dieta especial para atleta.

- Esse atleta tem que se abster dos vícios: bebidas alcóolatras, cigarros e outros vícios para ser um atleta vencedor.

- Esse atleta tem que se abster das noitadas e dormir cedo, para descansar o corpo, tudo visando um bom treinamento.

- Para obter uma coroa que logo perece, uma coroa corruptível.

- Mas nós, diz Paulo: devemos nos esforçar para ganhar uma coroa que dura para sempre, uma coroa incorruptível.

Mt. 11.12: E, desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele.

- Aqui Jesus está dizendo: o reino dos céus é alcançado com esforço, com dedicação, com empenho do crente.

- Se você ficar parado de braços encruzados, você vai ser vencido pela carne, pelo mundo e pelo diabo.

- Mas se você se esforçar, se dedicar, se empenhar pela sua fé, você vai alcançar a salvação eterna.

Lc. 13.24: Porfiai por entrar pela porta estreita, porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.

- Jesus está dizendo aqui porfiai: quer dizer: perseverai, lutai, brigai, teimai.

- O crente deve perseverar para entrar no céu.

- O crente deve lutar pela sua salvação.

- O crente deve brigar com as forças do mal pela sua fé.

- O crente deve teimar pelo seu propósito em chegar ao céu.

- Mas tem um, porém: a porta do céu é estreita.

Hb. 12.1: Portanto, nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta.

III- Paulo Tinha Convicção da Sua Fé.

V. 26: Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.

- Paulo dizia aqui: A minha corrida não é uma corrida incerta, mas é uma corrida direta para o alvo.

- Paulo dizia: Quando eu luto, não luto como quem esmurra o ar, eu acerto o meu adversário, eu acerto o alvo.

- No sentido espiritual Paulo estava dizendo: Eu sirvo a Deus com consciência, eu sei o que estou fazendo, eu tenho um propósito.

- Se Paulo estivesse aqui hoje ele diria: Eu não estou na igreja atoa, eu sei do meu propósito, eu sei o que estou fazendo na casa de Deus.

II Tm. 1.12: Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho, porque eu sei em quem tenho crido e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia.

- Paulo tinha convicções profundas da sua fé em Cristo Jesus.

- O crente precisa ter raízes profundas da sua fé em Cristo Jesus.

- Para quando chegar às tempestades da vida, sua árvore enverga, mas não quebra e nem é arrancada do chão.

Mt. 7.24,25: Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.

      E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.

- Jesus nesses versículos ensina o crente a edificar a sua casa sobre a rocha; que é ouvir as palavras de Jesus e as praticar.

- Aí quando a chuva vem, quando os ventos assopram sobre a casa ela não cai, porque está edificada sobre a rocha.

Conclusão: O crente precisa ter convicções profundas da sua fé, da sua salvação em Cristo Jesus.

- A nossa fé não pode ser baseada em outras pessoas, mas na pessoa bendita do Senhor Jesus Cristo.

- Nossa fé não pode ser baseada em sentimentos, mas em convicções.

- Nossa fé não pode ser baseada em circunstâncias da vida.

- Nossa fé não pode ser baseada na nossa saúde, se estamos empregados, se está tudo bem no casamento.

- Temos que olhar unicamente para o Senhor Jesus.

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos