Home
 
 
 
 
 
 
 

04/06/2019 

                                      O Homem Espiritual

I Co. 2.9-16

Int.- Aceitamos a Cristo como Salvador pessoal, para termos uma vida transformada e alcançarmos a vida eterna no céu.

      Na conversão nós abandonamos as coisas mundanas e nos viramos para Deus, para seguirmos os seus mandamentos.

      Deixamos um fardo pesado de pecados aos pés da cruz e pegamos um fardo leve de Jesus.

Mt. 11.28-30: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

      Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas.

      Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

      O Espírito Santo de Deus passou a habitar em nosso coração, passamos a ser morada de Deus em espírito.

      O Espírito Santo passou a guiar os nossos passos e iluminar os nossos caminhos.

      A vida que outrora vivíamos deixamos de viver e passamos a viver a nova vida em Cristo Jesus.

Ef. 2.1,2: E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.

      Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

      E agora o crente anda segundo a Palavra de Deus e segundo a direção do Espírito Santo de Deus.

      Com a conversão o crente deixou de ser homem natural e passou a ser homem espiritual.

      Porque agora o crente é morada do Espírito Santo de Deus, e tem uma grande responsabilidade de se conservar um crente espiritual.

II Co. 5.17: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

      Agora depois da conversão, tudo se fez novo em nossa vida.

      As coisas velhas já passaram, as coisas passadas ficaram para trás, e agora tudo se fez novo, somos agora novas criaturas.

      Até a aparência do crente mudou, há um brilho em seu rosto, o crente fica mais bonito com a presença do Espírito Santo de Deus em sua vida.

I – As Características do Homem Espiritual.

V. 11: Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele há? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.

V. 12: Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.

- O crente recebeu o Espírito Santo que nos revela as coisas de Deus.

- Só consegue entender as coisas de Deus quem tem o Espírito Santo de Deus.

- O homem natural não entende as coisas espirituais, porque para ele parece loucura.

V. 13: As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.

V. 14: Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

- O homem natural não acredita nas coisas que esperam no céu aos que amam a Deus.

V. 9: Mas, como está escrito: as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem São as que Deus preparou para os que o amam.

- Somente vai desfrutar as coisas que Deus preparou para a eternidade, aqueles que têm o Espírito Santo de Deus.

      Muitas vezes pensamos que o crente espiritual é aquele que ora mais alto, aquele que mais glorifica a Deus no culto, aquele que fala muitas línguas estranhas no culto, ou aquele que é mais vibrante nos cultos.

      Essas características podem estar no homem espiritual, mas existem características mais importantes que vão revelar o homem espiritual.

A) Sete Características do Homem Espiritual:

1- Primeiro é o desejo de ser santo, antes de ser feliz.

- A felicidade acontece no homem espiritual, mas primeiro ele busca ser santo.

I Pe. 1.15: Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver.

2- O homem pode ser considerado espiritual quando quer ver a honra de Deus promovida através da sua vida.

- Mesmo que isto signifique que ele próprio deva sofrer desonra ou perda temporária.

I Co. 10.31: Portanto, quer comais quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.

3- O homem espiritual, deseja levar a sua cruz.

- Muitos cristãos aceitam a adversidade ou a tribulação como um suspiro e dizem que é a sua cruz, esquecidos de que essas coisas sobrevêm igualmente ao santo e ao pecador.

- A cruz é aquela adversidade extraordinária que nos sobrevêm como resultado da nossa obediência a Cristo.

- Esta cruz não nos é imposta; nós a tomamos voluntariamente com pleno conhecimento das consequências.

Rm. 8.36: Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; fomos reputados como ovelhas para o matadouro.

4- O cristão que é espiritual vê todas as coisas do ponto de vista de Deus.

- A capacidade de pesar todas as coisas na balança divina, e de atribuir-lhe o mesmo valor atribuído por Deus, é sinal de vida cheia do Espírito.

V. 15: Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.

V. 16: Porque quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.

- O crente espiritual tem a mente de Cristo.

5- Outro desejo que caracteriza o homem espiritual é que ele prefere morrer com retidão antes que viver no erro.

Pv. 11.3: A sinceridade dos sinceros os encaminhará, mas a perversidade dos desleais os destruirá.

6- O desejo de ver outros progredirem é outra característica do homem espiritual.

- Quer ver outros cristãos acima dele, e fica feliz quando eles são promovidos.

Fp. 2.3,4: Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.

      Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

7- O homem espiritual habitualmente faz julgamentos segundo a eternidade, e não julgamentos temporais.

- O homem espiritual está com o seu pensamento nas coisas de Deus.

Cl. 3.2: Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.

- O homem espiritual está com a sua cabeça no céu e os seus pés na terra.

- O homem espiritual anda segundo o Espírito e não segundo a carne.

Rm. 8.1: Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.

- A nossa carne quer nos guiar neste mundo, mas agora que somos servos de Deus, devemos ser guiados pelo Espírito Santo.

Rm. 8.5: Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito, para as coisas do Espírito.

V. 6: Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.

Ef. 2.2: Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

- Agora andamos segundo a orientação do Espírito Santo de Deus.

- E só é filho de Deus quem é dirigido pelo Espírito Santo de Deus.

Rm. 8.14: Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.

- Cuide da presença do Espírito Santo em sua vida.

- É o Espírito Santo que nos dá a vida espiritual.

Rm. 8.11: E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.

Conclusão: Valorize o que você tem.

- Seja um crente espiritual.

- Para que isso aconteça: Leia a Bíblia diariamente, ore a Deus diariamente, frequente regularmente os cultos da igreja.

- Vigie em toda a sua maneira de viver, para que a sua carne não tenha domínio sobre a sua vida.

- O homem espiritual é o homem amigo de Deus e que tem a Sua benção.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos