Amor e Perdão                                                                                                                                                   20/03/2011
Lc. 7.36-50

   

Int.- Jesus estava em Betânia, na casa de Simão o leproso que fora curado por Jesus, fora convidado por Simão para um jantar. A gratidão e o reconhecimento de Jesus como o Messias, fez Simão fazer esse convite a Jesus. Em todos os quatro evangelhos temos a narração deste fato que teve uma importância muito grande para todos os evangelistas.

Temos neste texto uma narração de uma história de amor e perdão por parte de Jesus.

      Simão era um fariseu, e os fariseus eram zelosos pela lei, tinham um conhecimento muito grande das Escrituras, mas não entendiam o espírito da lei. Não conheciam a misericórdia, nem o amor e o perdão.

Zc. 7.9- Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um a seu irmão.

Mt. 9.13- Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não sacrifício. Porque eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

- A misericórdia, o amor e o perdão são princípios importantes que Deus exige de nós na prática do Evangelho.

I- A Narração da História.

      Jesus estava jantando sentado a mesa na casa de Simão o fariseu, quando uma mulher da cidade, uma pecadora, sabendo que Jesus estava naquela casa, chegou trazendo um vaso de alabastro com ungüento.

      Chegou por detrás de Jesus, aos seus pés, chorando, começou a regar os pés de Jesus com suas lágrimas, e enxugava-lhes com os cabelos da sua cabeça e beijava-lhe os pés, e ungia-lhos com o ungüento.

- Alguns fatos importantes: Primeiro, a mulher sendo uma pecadora entrou na casa de Simão o leproso, sem nenhuma vergonha. Nada impedia essa mulher do seu propósito.

- Segundo: O Ungüento que ela trazia, era um nardo puro de grande valor, que ela trazia num vaso de alabastro. Ela não se preocupou com o custo daquele perfume, para ela Jesus merecia aquilo e muito mais.

- Terceiro: Ela se colocou numa posição de muita humilhação, ao se ajoelhar e chorar aos pés de Jesus, enxugando as lágrimas com os seus cabelos. Ela não estava preocupada com a sua humilhação diante daquelas pessoas, ela simplesmente queria o perdão de Jesus.

      Neste encontro dessa mulher pecadora com Jesus na casa de Simão o leproso, destaco três situações distintas: A critica do fariseu, A resposta de Jesus a Simão e A resposta de Jesus à mulher.

II- A Critica do Fariseu.

1- Simão, o leproso, que fora curado por Jesus, deveria ser misericordioso com a mulher pecadora, como Jesus fora misericordioso com ele, mesmo assim não se compadeceu da mulher.

2- A mulher foi a Jesus em sinal de arrependimento e de fé, que Jesus lhe perdoaria. Mesmo assim Simão não conseguiu enxergar isso.

3- O texto diz que a mulher chorava: Não de dó, ou de fraqueza. Mas de gratidão, porque não fora repreendida pelo Senhor, sendo uma mísera pecadora. A mulher não se importava com os fariseus, sabendo que era classe religiosa muito exigente. E mesmo com o choro da mulher o fariseu não se compadeceu da mulher.

Mt. 5.4- Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

4- O fariseu no seu tom de arrogância disse: Se este fora profeta, saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora.

- Ele não conhecia o imenso amor de Jesus, por isso o censurou. Cristo odeia o pecado, mas ama o pecador. Ele veio para os doentes.

Mt. 9.12- Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os doentes.

III- A Resposta de Jesus a Simão.

1- No V.40 Jesus disse: “Simão, uma coisa tenho a dizer-te”.

- Cristo tem uma coisa a te dizer hoje: “Não importa quão grande é o teu pecado, maior é o meu amor por ti”.

2- V.43 : “Aquele a quem mais perdoou”.

- Grande foi a divida perdoada à pecadora.

- Sua gratidão não poderia ser menor que o perdão.

- Quantos desprezados amam a Jesus mais do que os bons? Só Ele sabe.

3- V.47: “Os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou.

- Essa mulher não foi perdoada por causa das suas boas obras.

- Mas pelo amor demonstrado a Jesus.

- Queres ser perdoado?

- Ama a Jesus de todo o teu coração, e pede-lhe perdão.

- Jesus vai lhe perdoar e o aceitar em sua presença.

 

IV- A Resposta de Jesus à Mulher.

1- V.48: “Os teus pecados te são perdoados”.

- Jesus não a repreendeu, perdoou-a.

- Simão esperava que Jesus a repreendesse e a expulsasse de sua casa, mas Jesus a perdoou.

- O homem não pode perdoar pecados, mas Cristo pode.

V.49: E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?

- As pessoas que estavam à mesa ficaram surpresos com a autoridade de Jesus.

Is. 1.18- Vinde, então, e argüi-me, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.

- O convite do Senhor é: Vinde.

- Chegue a Jesus que os seus pecados serão perdoados.

Tg. 4.8- Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.

- O desejo de Deus é que todos sejam salvos e perdoados de seus pecados.

I Tm. 2.3,4- Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador.

      Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.

2- V.50: “A tua fé te salvou, vai-te em paz.

- Que alegria ela sentiu ao ouvir estas palavras.

Rm. 4.8- Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado.

Sl. 32.1- Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.

- Aquela mulher foi transformada em uma nova criatura.

II Co. 5.17- Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

 

Conclusão: Cristo está sempre pronto a perdoar aquele que o procura arrependido. Queres o perdão de Jesus? Vem a Ele como estás.

 

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens